Arquivo da tag: Smartphones

Home Office com Windows 10: Integrando o smartphone ao seu ambiente de trabalho

Sem dúvidas o Windows 10 é o mais eficiente dos sistemas operacionais. Desde que passou a funcionar na modalidade SaaS (software como um serviço) as melhorias e avanços não param de chegar.

Hoje, quero apresentar uma funcionalidade integradora muito interessante e que ajuda bastante na produtividade em seu home office. Trata-se do aplicativo: Microsoft Seu Telefone.

O Microsoft Seu Telefone é um daqueles aplicativos que passam despercebidos à maioria dos usuários – em especial àqueles que desconhecem as funcionalidades do incrível sistema operacional que é o Windows 10.

O aplicativo permite integrar as principais funcionalidades de seu smartphone – quer seja Android ou iPhone – ao sistema operacional Windows 10, no seu PC ou notebook, deixando seu home office ainda mais funcional. Eu utilizo, aprovo e vou te mostrar como você também pode se beneficiar desses incríveis recursos! Winking smile

Primeiramente você precisa instalar o aplicativo Microsoft Seu Telefone no seu Windows 10 – isso se o mesmo já não estiver instalado e você nem sabia. Para tanto, acesse a Microsoft Store (a loja de aplicativos do seu Windows 10) e procure por “Seu Telefone”. Depois é só fazer a instalação como qualquer outro aplicativo Windows 10.

microsoft_store_logo
Figura 1. Aplicativo da Microsoft Store, onde você poderá baixar e instalar o aplicativo Seu Telefone.


Pré-requisitos

1. Você precisa ter uma Conta Microsoft. Mas claro que você tem uma Conta Microsoft, né? Todo mundo tem! Nerd smile

Surprised smile Não sabe o que é? Uma Conta Microsoft nada mais é que seu e-mail pessoal registrado como um identificador exclusivo seu no ecossistemas Microsoft. É um serviço gratuito e que lhe permite associar todos serviços Microsoft a partir de um usuário e senha únicos. Você pode utilizar o e-mail que já tem, independente do provedor de serviço (Yahoo, Gmail etc.). Melhor ainda se for um e-mail Microsoft, como o Outlook ou Hotmail, mas se não for não tem problema.

Quem usa Windows 10 com certeza tem – ou deveria ter – uma Conta Microsoft.
Quem usa e-mail Outlook, Hotmail ou Live, também já tem.
Quem usa o OneDrive, Word Online, Excel Online, OneNote de demais aplicativos Microsoft, também tem uma Conta Microsoft.
Até a sua conta Skype é uma Conta Microsoft!

Show né?

Thumbs up Se mesmo assim você ainda não tem uma Conta Microsoft, não perca tempo: clique aqui e saiba como criar a sua rapidinho e de forma fácil.

2. Você precisa ter instalado no seu smartphone o aplicativo Microsoft Complemento para Seu Telefone, facilmente encontrado na loja de aplicativos de seu aparelho celular.

3. Você precisa estar com o seu smartphone próximo, pois no processo de configuração precisará autorizar algumas funcionalidades no próprio aparelho, a partir de notificações.

4. O smartphone precisa estar conectado à internet, preferencialmente a partir da mesma rede onde está seu PC ou notebook.

5. Para completa integração tanto o smartphone como o seu PC ou notebook precisam estar com a conectividade Bluetooth ativada.

Uma vez instalado o aplicativo Microsoft Seu Telefone e tendo os pré-requisitos acima atendidos, abra o aplicativo e siga o roteiro ilustrado a seguir.

Pointing up Importante: O roteiro a seguir está baseado no meu contexto, usando um smartphone com Android.


Mãos à Obra!

Abra o aplicativo Microsoft Seu Telefone no seu Windows 10. Uma nova janela será aberta, conforme imagem abaixo.

seu_telefone
Figura 2. Tela inicial do aplicativo Microsoft Seu Telefone.

Estando com o aplicativo Complemento para Seu Telefone devidamente instalado em seu smartphone e os dispositivos envolvidos na mesma rede Wi-Fi não deverá haver problemas e a conexão praticamente se fará por si só.

Pointing up Importante saber: a conexão do seu smartphone com o Windows 10 pode ser feita também usando seu plano de dados, mas recomendo o uso da rede Wi-Fi para poupar seu plano.

complemento_para_seu_telefone
Figura 3. Tela do aplicativo Complemento para Seu Telefone instalado no meu dispositivo Android.

Repare que o aplicativo Complemento para Seu Telefone já informa que “Seu telefone e seu computador estão vinculados”.

Isso ocorreu de forma automática por que meu dispositivo, mesmo sendo Android, está  configurado para usar os serviços Microsoft, ou seja, eu não uso meu dispositivo Android vinculado aos serviços do Google, mas sim ao serviços da Microsoft, aos quais tenho preferência pessoal:

  • Navegador de internet: Edge;
  • Buscador, pesquisador na internet: Bing;
  • E-mail: Outlook;
  • Mensageiro, comunicador, áudio e videoconferência: Skype;
  • Nuvem: OneDrive;
  • Bloco de Anotações: OneNote;
  • Gerenciador de tarefas: To-Do;
  • Editor de textos: Word;
  • Planilha eletrônica: Excel; etc.

Pointing up Mas atenção! Você não é obrigado a usar todos os serviços Microsoft como eu faço, apenas deve registrar sua conta Microsoft no seu dispositivo móvel, conforme imagem abaixo. Se preferir, pode continuar a usar seus aplicativos e serviços Google ou Apple normalmente. Eu apenas dou preferência aos serviços Microsoft por considerá-los melhores e mais produtivos.

conta_microsoft_no_android
Figura 4. Meu dispositivo mesmo sendo Android não usa serviços Google, mas sim os serviços Microsoft através da configuração do “Gerenciador de Contas” e o cadastro de minha Conta Microsoft.

Uma vez conectados os dispositivos, o aplicativo Microsoft Seu Telefone no PC ou notebook com Windows 10 passa a ter acesso às principais funcionalidades de seu dispositivo móvel, conforme imagens a seguir.

seu_telefone_notificacoes
Figura 5. Tela inicial do aplicativo Microsoft Seu Telefone no Windows 10: Notificações.

No painel vertical na lateral esquerda temos os menus de opções, contendo as principais funcionalidades do celular: Notificações; Mensagens; Fotos e Chamadas. Mais abaixo a opção para Configurações personalizadas. Repare ainda que o painel apresenta a mesma imagem que usamos como papel de parede no aparelho celular, além de indicar o modelo do aparelho e até mesmo o nível da bateria. Legal né?

No lado direito da tela temos a área onde o conteúdo será exibido, bem como opções de contexto que variam de acordo com a opção selecionada no painel de menu.

Na primeira opção do menu – Notificações – o aplicativo apresenta todas as notificações que chegam ao celular e você poderá interagir totalmente a partir do Windows 10. Você pode atualizar a qualquer momento de forma manual (opção Atualizar) na área de “Notificações” e ainda poderá personalizar a área. Na figura acima – da conexão com o meu aparelho – não havia notificações no momento.

A segunda opção – Mensagens – refere-se às mensagens de SMS. Você pode tanto consultar as mensagens já enviadas e recebidas, bem como ler uma nova mensagem que chegou e também escrever uma nova mensagem para qualquer um de seus contatos a partir do Windows 10. Você pode inserir figurinhas com expressões (emoticons) na mensagem, imagens GIF, além de anexar arquivos de imagem, conforme imagem abaixo.

seu_telefone_sms
Figura 6. Recebendo e enviando mensagens SMS com mais conforto e produtividade a partir do Windows 10.

Outro recurso muito bacana é aquele que permite você acessar a área de fotos de sua câmera do celular. Você pode clicar na imagem para dar um zoom para visualizar melhor e o mais bacana: para copiar a imagem do celular para o seu computador basta clicar e arrastar a foto pra sua área de trabalho. Pronto! Simples assim. É a terceira opção do menu do aplicativo Microsoft Seu Telefone para Windows 10.

seu_telefone_fotos
Figura 7. O aplicativo Microsoft Seu Telefone par Windows 10 acessa instantaneamente as fotos da câmera de seu celular e permite copiar para o seu computador simplesmente clicando e arrastando para sua área de trabalho.

A última opção – bastante funcional para um home office – é aquela que permite você receber e efetuar chamadas telefônicas a partir de seu Windows 10, sem precisar sequer pegar no seu celular. Logicamente você precisa ter um microfone (pode ser o microfone de sua webcam) e caixinhas de som para ouvir a outra pessoa. No notebook isso não é problema, pois todos eles possuem webcam integrada e microfone, além de alto-falantes embutidos.

seu_telefone_chamadas
Figura 8. Efetuando uma chamada telefônica a partir do Windows 10.

seu_telefone_chamadas_discando_1
Figura 9. Aspecto do aplicativo Microsoft Seu Telefone enquanto fazia uma ligação para minha esposa a partir do PC com Windows 10 em meu home office.

seu_telefone_chamadas_recebendo_1
Figura 10. Esta imagem mostra o aspecto do aplicativo Microsoft Seu Telefone quando eu recebia uma chamada telefônica de minha esposa enquanto eu trabalhava no PC.

Personalizando

As imagens a seguir mostram aspectos das áreas de configuração e personalização do aplicativo Microsoft Seu Telefone. Elas foram disparadas a partir da opção Configurações do menu lateral do aplicativo. Não vou entrar em detalhes porque as opções de configuração são de fácil compreensão por qualquer pessoa.

seu_telefone_configuracoes_1
Figura 11. Aspecto da tela de configurações do dispositivo.

seu_telefone_configuracoes_2
Figura 12. Aspecto da tela de configurações das Mensagens (SMS).

seu_telefone_configuracoes_3
Figura 13. Aspecto da tela de configurações das Chamadas Telefônicas, além de informações sobre o aplicativo, sua versão e o meio de entrar em contato com o time de desenvolvedores para envio de comentários, sugestões e reporte de falhas.

Considerações finais

Agora é com você! O que achou deste incrível recurso do Windows 10? Acha que pode incrementar ainda mais as funcionalidades de seu home office?

Pra mim ajuda bastante, pois um dos fatores que maior contribui para a eficiência dos trabalhos num home office é a integração de recursos num mesmo ambiente operacional. E é por essas e outras que eu sou usuário das ferramentas do ecossistema Microsoft, que na minha opinião possui as melhores ferramentas nos quesitos qualidade, produtividade e segurança da informação.

Experimenta incrementar seu home office também com o aplicativo Microsoft Seu Telefone. Você vai sentir a diferença! Winking smile

Snowden ataca novamente: e desta vez o alvo é a Google

O sucesso do aplicativo de mensagens – que na verdade não é só de mensagens – WhatsApp acendeu o sinal de alerta na Google, que acaba de apresentar um concorrente aos produtos do Facebook (WhatsApp e Facebook Messenger) e também Telegram, demonstrando que a gigante também vacila e às vezes tem que correr atrás de outros produtos de sucesso – isso quando não consegue comprá-los. Pois bem, esse novo produto chama-se Allo, anunciado durante o evento Google I/O 2016.

Aplicativo de mensagens
Figura 1. Mensageiros digitais estão entre os aplicativos para smartphones mais utilizados na atualidade.

Usando sua velha tática de marketing, a Google apresenta um produto com “grandes diferenciais” no aspecto de inteligência artificial, com a justificativa de que o aplicativo “aprenderá mais com o uso e o passar do tempo”, e na análise de dados, para “conhecer melhor” seus usuários e oferecer sempre bons produtos e serviços. A Google gosta tanto de “inventar” pra se mostrar diferente, que até mesmo criou a expressão Expressions no aplicativo, uma espécie de solução própria para os conhecidos Emoticons e Stickers.

E o que o Snowden – o homem que revelou o escândalo global de espionagem e monitoramento mantido pela NSA (Agência de Segurança Nacional dos EUA) – tem a ver com isso?

É que o Snowden se autotransformou numa espécie de “protetor” e “defensor” dos frágeis usuários da Internet – quais serão os seus reais interesses, hein? – contra a invasão de suas privacidades, chegando ao ponto de publicar na sua conta oficial no Twitter a recomendação para que as pessoas não utilizem o novo aplicativo da Google, conforme imagem a seguir.

Post do Snowden no Twitter
Figura 2. Mensagem do Edward Snowden na sua conta do Twitter alertando contra o uso do novo aplicativo de mensagens digitais da Google devido a falta de segurança.

Como assim?!?!?

O principal motivo da recomendação do Snowden para não se usar o aplicativo é a ausência de criptografia ponta a ponta por padrão no serviço de mensagens da Google, tornando-o altamente perigoso e inseguro, devendo ser evitado. Pelo menos por enquanto.

Mas não é só o Snowden que defende que os usuários não utilizem o novo produto da Google. Especialistas em segurança alertam para o fato de as conversas e imagens trocadas pelo aplicativo serem “cuidadosamente” analisadas nos servidores da Google, com o objetivo de cada vez mais “aprender” sobre os hábitos dos usuários e, com isso, ofertar melhores produtos e serviços. Serão só estas as razões?

Na verdade, não é que o novo produto da Google não possua criptografia. Ele a possui tal qual o produto do Facebook, que utiliza o sistema Signal, da Open Whispers Systems, para proteger as conversas.

A questão alertada por Snowden e especialistas é que o aplicativo do Facebook usa criptografia de ponta a ponta em todas as comunicações, enquanto que no produto da Google o usuário deverá abrir uma janela de bate papo em modo específico, toda vez que desejar que a conversa seja criptografada. Ou seja, não é padrão no aplicativo, tornando-se mais trabalhoso para o usuário implementar no dia a dia, o que não deverá ser utilizado por muitos dos usuários, principalmente aqueles menos avisados.

A Google, como sempre, justifica o uso de dados sobre seus usuários – com a restrição da segurança e privacidade dos mesmos – com a necessidade de seus robôs lerem e interpretarem as mensagens trocadas entre os usuários para desempenhar suas funções “inteligentes”, uma vez que – com a criptografia – não seria possível realizar tal análise de conteúdo, fazendo com que o aplicativo não se tornasse interessante por não favorecer  qualquer retorno financeiro à Google, considerada a empresa mais valiosa do mundo pelo 6º ano, segundo a Forbes.

 

Na minha opinião…

Não devemos nos deixar enganar. Nem a Google e nem o Facebook são “anjinhos” que só pensam no bem estar de seus usuários. Ambas são gigantes empresariais da área de tecnologia nascidas na era da Internet, oferecendo produtos e soluções “gratuitas” aos seus usuários por um lado, mas que necessitam do retorno financeiro a partir desses produtos por outro lado. E de onde essas gigantes arrecadam esses recursos? Ora, da “venda” dos perfis de seus usuários aos seus clientes comerciais, do outro lado da nuvem. É por isso que, cada vez mais, elas precisam “conhecer melhor” seus usuários e seus hábitos. E fazem isso com maestria através de seus mais diversos algoritmos de inteligência artificial aplicado às suas soluções, sendo os aplicativos mensageiros a bola da vez.

Cabem aos usuários conhecimento, informação a respeito dos produtos e serviços utilizados e prudência quando da exposição de suas informações pessoais na grande nuvem que é a Internet.

Nem a Google, nem o Facebook – e demais empresas de tecnologia, como a Microsoft, a Apple, AOL, Yahoo, etc. – são bichos papões e nem devem ser encaradas como verdadeiros diabos do mundo digital, afinal de contas tudo é negócio: oferecem produtos gratuitos – que agradam os usuários – mas que deverão gerar recursos financeiros. Se você não paga pelo serviço de forma direta e consciente, vai pagar de forma indireta – e para muitos, também de forma inconsciente – não se iluda!

O importante não é radicalizar e parar de usar essas soluções por receio de violação de privacidade, mas sim usa-las com propósito e prudência, sabendo das vantagens e consequências, pois como qualquer negócio em que nos metemos, temos que analisar relação custo x benefício. Esta é a regra básica para viver de maneira consciente no mundo virtual.

Como parte do boicote da Google, seus produtos oficiais não são ofertados para a plataforma Windows Phone da Microsoft, o que pode frustrar alguns usuários de smartphones com o sistema Windows que desejarem utilizar o novo aplicativo.  Pra mim, no entanto, não faz qualquer diferença, uma vez que não sou usuário dos produtos de software da Google, não afetando em nada a minha vida pessoal e nem profissional.